top of page

O Silêncio Interior e a Dança Circular

Atualizado: 10 de abr. de 2023

Porque nós do Metamorphosis trabalhamos com duas coisas tão diferentes como Dança Circular e Tensegridade? Não tem nada a ver, diriam alguns! Mas isso é um engano porque uma prática retroalimenta a outra! Por exemplo, o Silêncio Interior, que é uma das práticas essenciais da Tensegridade pode ser útil para ajudar uma pessoa a aprender a dançar muito bem!


É em momentos de serenidade mental que os grandes cientistas e artistas criam suas melhores obras, porque a mente, embora executando muitas coisas boas como coletar, armazenar e analisar informações, não é nada criativa. Todo artista verdadeiro, tendo ou não consciência disso, cria a partir de um lugar de mente vazia, que se origina de uma serenidade interior. A mente então dá forma ao impulso criativo, ou insight.


Visto nesse contexto, o silêncio na dança é uma forma de reforçar a criatividade de cada um, abrindo a possibilidade de um estilo próprio que surge a partir da ausência total de censura, porque o corpo e a mente de quem dança estão completamente absorvidos na reprodução dos passos, na emoção que envolve a música, no ato de dançar e nesse momento o pensamento está ausente.


Pesquisas demonstraram que o pensamento é apenas uma parte secundária da fase breve e decisiva do ato criativo em si. Isso é o que os praticantes de Tensegridade chamam de “conhecimento silencioso”, cujo prelúdio é o Silêncio Interior.


"O silêncio está tão repleto de sabedoria e de espírito em potência,

como o mármore não talhado é rico em escultura."


Aldous Huxley


Portanto, são duas atividades que se retroalimentam, enquanto a Dança Circular induz ao silêncio interior, precioso instrumento da Tensegridade, o silêncio interior propicia ao dançarino maior habilidade, atenção, concentração e criatividade.

20 visualizações

Comments


bottom of page